"E do nada fico triste, começo a me isolar, e o pior de tudo, começo a tratar mal as pessoas do meu a redor, a ponto delas se afastarem de mim. Essa troca de humor é horrível sabe? Ela não avisa quando vem e muito menos quando vai embora, estou em uma pressão psicológica comigo mesmo. Realmente não sei quando vai acabar. Espero que seja só uma fase e que não demore passar porque não sei se aguento por muito tempo tudo isso."
Escrever.  
Anônimo disse: Quando ira fazer novos bgs flor ?

Ai gente não to com cabeça para tumblr ultimamente hackearam meu twitter com o follow do Liam Payne, me desculpem gente mas to na bad )’:

"Por um mundo onde pessoas humildes e de bom coração venham ser mais valorizadas do que aquelas que possuem algumas notas de alto valor no bolso. Por um mundo onde pessoas que amam não sejam taxadas como idiotas. Por um mundo onde políticos corruptos venham estar no seu merecido lugar, um lugar onde é quase impossível de se observar o sol se põr, atrás das grades. Por um mundo onde a fome e a pobreza não exista. Por um mundo onde o futebol não seja mais valorizado que saúde e boa educação. Por um mundo onde não sejamos julgados de forma errada. Por um mundo onde a guerra se transforme em paz e o ódio se transforme em amor. Por um mundo onde sorrir vire rotina, e ser feliz vire exceção."
Laureane Antunes 
"E ainda assim eu tinha consciência de que o que via não era tão simples nem bonito como aparentava ser. Havia um preço a ser pago por tudo aquilo, uma falsidade generalizada na qual facilmente se poderia acreditar e que poderia ser o primeiro passo para um beco sem saída."
BUKOWSKI, Charles. Misto-Quente.  
"Sempre quis descobrir o que se passa na cabeça das pessoas que conhecem em um dia e já dizem amar. Na maior parte das vezes, sempre observava quietinha as pessoas fingindo se apegarem tão rapidamente. Talvez não estivessem fingindo, talvez se apegassem rápido demais. A grande questão era: o problema somente era comigo? Sério. Nunca fui o tipo que conseguia atrair milhares de pessoas, nunca me considerei atraente fisicamente. Mas era bom ver que haviam pessoas que gostavam de mim exatamente pelo jeitinho que era. Desde meus olhos de coruja aos cabelos que se tornavam rebeldes quando resolvia sair de casa. Isto me deixava feliz, me deixava extremamente feliz. Poderia ser como aquela menina popular do colégio, ou como minha vizinha que puxava conversa com todas as pessoas que via passar pelo bairro, mas não conseguia. Aquilo não seria eu, e eu não me sentiria bem sendo outra pessoa. Eles me amavam — ou fingiam bem — pelo que eu era. Mas eu nunca fui de corresponder. Não correspondia porque não conseguia ser como aqueles que amavam um a cada semana. Pior, um em cada noite. Também não dizia amar para agradar. Gostava de conhecer a fundo e quem sabe futuramente, dizer que amava. Admito: as vezes bate uma vontade de me doar por completo, de tentar me entregar mais. Só que meia hora depois me tranco no quarto e me escondo do mundo. Nunca fui forte como eles, confesso. Morria de medo de tentar algo e estraçalharem meu coração."
Os porquês de Amélia Roswel
Anônimo disse: oie , os seus themes não estão clicando para visualizar , so o 1 que dá :c

Sério? Obrigada pelo aviso, vou arrumar jaja

"Dentro do meu coração uma casa, minha, sua. Um lugar em que não estou sozinha, um lugar onde sinto você, um lugar onde ouço sua voz perambular pelos meus ouvidos dizendo ”J’taime, J’taime”. Mas você desaparece, de mim, de você. Uma casa onde seu amor não apodrece, uma casa onde eu não viro pó, por que você está ali, e você vai me varrer pra perto, pra perto. Quem sabe lá fora haja um jardim, quem saiba eu cultive flores, orquídeas, por que elas me lembram você, misotris para que eu nunca lhe esqueça. Uma árvore velha, uma terra remexida por seus joelhos, uma visão límpida do céu de verão e quando houver inverno, você e eu na mesma pele. Uma casa que não nos jogue para baixo, mas que você se segure em mim, assim como eu seguro sua mão, pois mais que tudo, desejo que você esteja são, e dentro do meu coração, esta casa, de mim à você, declara o amor mais puro e eterno enquanto eu viver e quem sabe até depois que em minhas veias não correrem mais sangue."
Acalanto à João.